Cálculo renal , conhecido como pedra no rim…

é uma massa sólida formada por pequenos cristais, que pode ser encontrado nos rins ou em outras partes do sistema urinário. É uma das doenças mais comuns da sociedade moderna, atinge cerca de 8% das mulheres e 15% dos homens e tem recorrência em até 50% dos casos em cinco anos.

Existem alguns fatores de risco para a formação de cálculo, tais como: dieta rica em proteína animal, dieta rica em sódio, baixa ingestão de água, história familiar, obesidade, entre outros.

O cálculo renal pode não apresentar sintomas quando for pequeno e localizado dentro do rim, porém se ele for de maior tamanho ou se deslocar para o ureter pode produzir dor de forte intensidade na região lombar e no abdômen, associado a náuseas, vômitos e hematúria (sangue na urina).

O diagnóstico definitivo é realizado por exame de imagem, geralmente por ecografia ou tomografia computadorizada de abdômen.

Atualmente existem vários tipos de tratamentos, e eles vão variar de acordo com o quadro clínico do paciente, o tamanho e a posição do cálculo.

Dicas alimentares para evitar a formação de cálculo renal:

  • tomar no mínimo 2 a 3 litros de líquidos por dias ( água, chá de ervas, limonada…)
  • evite refrigerante e sucos em pó artificiais, que aumentam o risco de cálculo
  • use o mínimo de sal possível no preparo dos alimentos. Não adicione sal na comida já pronta
  • evite alimentos salgados, como bacalhau, azeitona, salgadinhos, embutidos (como salsicha, linguiça) e enlatados (extrato de tomate, ervilhas, etc)
  • consuma pelo menos de 3 a 4 frutas por dia e dê a preferência para laranja, tangerina e melão; consuma limonada e suco de laranja preparados com a fruta natural.

COTEGORIAS

ENCONTRE UM MÉDICO

Encontre o médico certo para o que você precisa. Aqui, você é sempre bem tratado.

Excepteur sint occaecat nulla cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit est laborum.